Quarta, 14 de abril de 2021
91980981659
Internacional

05/04/2021 às 19h45

170

Da Redação

Belém / PA

Por dentro do jato supersônico presidencial dos Estados Unidos
Avião é o que há de mais moderno em jatos executivos — com acessórios de couro de luxo, carvalho e quartzo, suítes privativas para trabalho e descanso, e mais
Por dentro do jato supersônico presidencial dos Estados Unidos
Exosonic / Cortesia

A notícia de que uma startup da Califórnia estava trabalhando com a Força Aérea dos Estados Unidos no desenvolvimento de um avião supersônico que poderia ser usado como Força Aérea Um foi divulgada em setembro passado.


A Exosonic conseguiu um contrato com a Diretoria de Transporte Aéreo Presidencial e Executivo (PE, na sigla em inglês) depois de impressionar os militares com seu conceito de um jato duplo supersônico de lança baixa Mach 1.8.


Agora a CNN Travel deu uma olhada exclusiva no interior da cabine do avião de transporte executivo projetado para transportar visitantes ilustres (DVs) do Poder Executivo dos Estados Unidos.


É um derivado para 31 passageiros do conceito de avião comercial para 70 passageiros da Exosonic e é o que há de mais moderno em jatos executivos — acessórios de couro de luxo, carvalho e quartzo, suítes privativas para trabalho e descanso, e todos duas vezes maiores que os das aeronaves existentes.


As funções das naves presidenciais variam de acordo com a necessidade, mas este avião pode ser usado principalmente como Força Aérea Dois, que é o indicativo de chamada para jatos que transportam o vice-presidente dos Estados Unidos.


Novas tecnologias


"Com esse conceito, estamos planejando implementar novas tecnologias que não estão disponíveis hoje ou que você (ainda) não vê em aeronaves comerciais ou executivas", diz Stephanie Chahan, principal designer de interiores de aeronaves da Exosonic, enquanto lidera a CNN em uma visita virtual. 


A primeira das duas suítes privativas é a sala de reunião para três passageiros, com uma videoconferência tão segura que visitantes ilustres podem trabalhar tranquilamente, ficar online ou falar com a imprensa.


Os assentos giratórios são de couro com conchas de madeira e o monitor de vídeo pode ser armazenado para que haja espaço na mesa para pratos de comida ou equipamentos de apresentação.


"Portanto, quer estejam voando com o vice-presidente ou a primeira-dama, ou o primeiro cavalheiro, teríamos muita flexibilidade aqui", diz Chahan.


Voo supersônico de baixo impulso


A segunda suíte para oito passageiros tem assentos retos e altura de mesa ajustável e é onde os funcionários seniores podem trabalhar e descansar.


Depois, há a cabine principal com 20 assentos na classe executiva, mais duas cozinhas, dois lavatórios e bastante espaço de armazenamento.


Seguindo a tendência do design de aeronaves modernas, os encostos dos bancos têm espaços para acomodar dispositivos eletrônicos pessoais em vez de monitores tradicionais de encosto.


“O design da cabine foi inspirado no Poder Executivo dos Estados Unidos e em sua missão e valores, assim como no falcão-peregrino, conhecido por sua velocidade — tanto por seu movimento quanto por seu belo visual”, diz Chahan.


O avião da Exosonic possui um alcance de 5.000 milhas náuticas e, graças às técnicas de suavização de lança, deve ser capaz de voar por terra a quase duas vezes a velocidade do som sem incomodar os residentes lá embaixo.


"O futuro para viagens rápidas de passageiros globais é o vôo supersônico de baixo boom", disse o CEO da Exosonic, Norris Tie. "Isso permite que os viajantes voem em velocidades supersônicas sem gerar barulhos perturbadores para os que estão no solo."



O Mach 1.8 consegue fazer cerca de 1.381 milhas por hora (2.222 quilômetros), que é mais do que o dobro da velocidade de cruzeiro típica de uma embarcação comercial de longa distância.


Tie disse à CNN que a empresa espera que seu avião supersônico esteja voando em meados da década de 2030.



Investimentos da USAF


A Exosonic não é a única pioneira da aviação a receber investimentos da Força Aérea dos Estados Unidos.


A Hermeus Corporation, sediada em Atlanta, está trabalhando em um veículo hipersônico de 20 lugares que promete entregar passageiros de Nova York a Londres em 90 minutos.



No ano passado, fez parceria com a Força Aérea dos Estados Unidos e PE para desenvolver sua nave Mach 5 a fim de apoiar a frota presidencial e executiva, e neste mês de março Hermeus anunciou que estava se unindo à NASA.


A viagem hipersônica é geralmente considerada quanto atinge cinco vezes ou mais a velocidade do som. Hermeus testou com sucesso um protótipo de motor Mach 5 em fevereiro do ano passado.

FONTE: CNN

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Bragançahojeonline 2021 Desenvolvido por:
Geraldo Jamil