Terça, 05 de julho de 2022
91992772955
Cidades

21/05/2022 às 17h05

765

Da Redação

BRAGANCA / PA

Madrasta é suspeita de envenenar os enteados com chumbinho; jovem de 22 anos morreu
A jovem passou mal e ficou internada por 13 dias, mas morreu no dia 27 de março. No dia 15 de maio, o irmão dela começou a passar mal após um almoço na casa da madrasta
Madrasta é suspeita de envenenar os enteados com chumbinho; jovem de 22 anos morreu
Reprodução

Cíntia Mariano Dias Cabral, de 49 anos, é suspeita de ter envenenado os enteados Fernanda Carvalho Cabral, de 22 anos, e Bruno, de 16. A jovem passou mal e ficou internada por 13 dias, mas morreu no dia 27 de março. No dia 15 de maio, o irmão dela começou a passar mal após um almoço na casa da madrasta, mas conseguiu sobreviver. Um exame de sangue detectou níveis altos de chumbo em seu sangue. O caso aconteceu no Rio de Janeiro.


Os médicos que atenderam Fernanda não sabiam precisar a causa da internação da jovem. O mal-estar e dificuldade de respirar começou dia 15 de março. Ela precisou ser intubada e, no dia 21 do mesmo mês, teve uma piora no quadro de saúde. A morte foi atestada como sendo por causas naturais.

Nas redes sociais, Cíntia postava mensagens torcendo pela saúde da enteada. “Você vai vencer! Eu creio”, publicou a mulher quando a jovem piorou de saúde.


Envenenamento por chumbinho
As suspeitas sobre a morte da enteada por envenenamento vieram à tona quando o outro enteado de Cíntia passou mal depois de um almoço na casa dela. Ele reclamou de ter recebido dela um feijão amargo e com pedrinhas azuis. Em casa, com a mãe, o adolescente reclamou que se sentia mal e falou do alimento.

Bruno foi levado ao hospital e submetido a uma lavagem estomacal e a um exame de sangue. O resultado apontou níveis altos de chumbo no sangue do adolescente.


Jane Carvalho Cabral, mãe dos jovens, registrou queixa sobre a suspeita de envenenamento dos filhos e a Polícia Civil iniciou buscas na casa da madrasta.

"Ele já veio de lá com uma ansiedade, bem preocupado e achando que tinha acontecido algo estranho porque quando reclamou do feijão amargo de pedrinhas azuis, ela arrancou o prato da mão dele, colocando mais feijão e entregando pra ele depois. Quando ele veio pra cá, veio perguntando como fazia pra vomitar. Mais ou menos uns 40 minutos depois, começou todo o desespero que foi o que a Fernanda sentiu. Na mesma hora eu imaginei que o gosto amargo desse feijão poderia ser o suposto veneno", relatou a mãe dos jovens.


"Uma mulher dessas não pode nem ser chamada de ser humano, isso é um monstro. Essa pessoa entrou na nossa vida quando meu filho tinha 4 anos de idade. Fazer isso com a irmã e depois fazer com meu filho, isso não é um ser humano", completou a mulher.


Madrasta foi presa


Na última quinta-feira (19), Cíntia tentou se matar antes do resultado da análise do feijão recolhido pela polícia. Ela foi levada para o hospital, se recuperou e foi levada, na sexta-feira (20), para a delegacia para prestar depoimento. No mesmo dia, ela teve sua prisão decretada.

"A prisão temporária de 30 dias foi decretada por homicídio tentado, qualificado, com emprego de veneno. Tudo leva a crer que a motivação seria ciúmes do relacionamento do marido com os filhos naturais", explicou o delegado Flávio Rodrigues.


Assassina confessa
Em seu depoimento, Cíntia permaneceu em silêncio. As orientações foram de seus advogados. No entanto, um filho biológico da suspeita contou à polícia que a mãe confessou ter envenenado Fernanda e Bruno com chumbinho.

O advogado da suspeita informou que só vai se manifestar depois de tomar conhecimento dos autos do inquérito.

FONTE: O Liberal

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Bragançahojeonline 2022 Desenvolvido por:
Jayro Anderson